Jardim Japonês de Belo Horizonte

Idealizado para celebrar o centenário da imigração japonesa, o Jardim Japonês de Belo Horizonte preserva traços orientais em uma área com cinco mil metros quadrados, onde é possível se deparar com combinação de algumas espécies vegetais de origem oriental com outras de flora brasileira. Lá o pinheiro negro (Kuromatsu), a cerejeira (Sakura), o ácer (Momiji), a azaleia (Tsutsuji) e o bambu (Take) podem ser vistos convivendo com o mogno e o jacarandá.


Inaugurado em 2008, o espaço é assinado pelo japonês Haruho Ieda. O cenário inclui também lanternas para decoração, além de pontes, cascatas e um lago. Este, por sua vez, repleto de carpas coloridas e moradia de aves como marreco-mandarim, tadorna-tricolor e cisne-branco.



© COPYRIGHT 2018 GESTÃO AMBIENTAL BR-381/MG