Conheça o Programa de Controle da Qualidade do Ar, realizado na duplicação da BR-381/MG

26/03/2021 – As obras para duplicação da BR-381 em Minas Gerais seguem medidas de redução dos impactos obre o meio ambiente definidas pelo Plano de Controle Ambiental, o PCA. O plano defini as ações práticas para realizar controles e verificações capazes de garantir essa mitigação de danos e, entre essas práticas, figura o Programa de Controle da Qualidade do Ar.

Este programa é executado para estabelecer o monitoramento da qualidade do ar ao longo da rodovia durante as obras, propondo ações que possam mitigar os impactos decorrentes de suas atividades. Além disso, tem como objetivo minimizar a quantidade de particulados suspensos no ar durante o tráfego e movimentação de maquinários evitando desconfortos para os trabalhadores e a população residente nas proximidades das obras.

As ações do programa seguem metodologias e a legislação aplicável para as tarefas pertinentes. A equipe de Gestão Ambiental supervisiona periodicamente a implantação das atividades de prevenção, controle e mitigação das emissões atmosféricas executadas pelas construtoras. Entre elas está o acompanhamento visual do teor de umidade do solo molhado pelas construtoras nas frentes de obras, lavagem e manutenção periódica do maquinário e verificação das medidas de controle nos locais com atividades relacionadas às obras e de responsabilidade das construtoras.

Dentro das atividades desse programa ainda são pertinentes o monitoramento dos parâmetros meteorológicos, monitoramento das emissões atmosféricas, monitoramento de poeira em suspensão, monitoramento da opacidade da fumaça dos equipamentos e entrevistas com a população lindeira. Esse último é necessário para verificar possíveis incômodos relacionados a alteração na qualidade do ar gerada pelas obras da BR-381/MG e o possível aumento de problemas respiratórios.

Todas essas atividades são realizadas durante o avanço das obras. Todos os programas e subprogramas socioambientais desenvolvidos nas obras de duplicação da BR-381/MG são regidos pelo Plano de Controle Ambiental (PCA), que traça ações para reduzir ou eliminar os impactos das obras no meio ambiente, nas comunidades lindeiras e para os usuários em trânsito. Esse trabalho acontece em paralelo ao avanço das obras, em todos os lotes da duplicação.