BR-381/MG: conheça do Subprograma de Segurança nas Obras

17/05/2021 – Nas obras para duplicação da BR-381/MG, os trabalhadores envolvidos nas atividades construtivas são atendidos pelo Subprograma de Segurança nas Obras, parte do Programa de Segurança e Saúde da Mão de Obra (PMSSO). Este subprograma tem como objetivo geral garantir a preservação da saúde e integridade dos trabalhadores frente aos riscos causados por agentes físicos, químicos e biológicos em ambientes de trabalho.

Para isso, o DNIT – através do consórcio Skill-MPB Engenharia (Gestora e Supervisora Ambiental) – trabalha para reconhecer os riscos ambientais aos quais os trabalhadores estão expostos, evitando/reduzindo os acidentes com animais peçonhentos e prevenindo os acidentes de trabalho e as doenças ocupacionais. Além disso, o subprograma atua na composição e dimensionamento dos Serviços Especializados em Engenharia e Segurança e Medicina do Trabalho - SESMET e Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA das empresas envolvidas; sinalização nos canteiros de obra indicando a obrigatoriedade de uso e o tipo adequado de EPI a ser utilizado; Verificação do uso correto de Equipamentos de Proteção Individual - EPI; entre outras verificações.

Para atender aos objetivos do subprograma de segurança nas obras, a equipe de supervisão ambiental monitora frequentemente as frentes de serviço e canteiros de obras, vendo no cotidiano dos professionais a utilização dos EPIs, checa o plano de sinalização de segurança para a obra, as condições dos equipamentos de prevenção de combate de incêndio, bem como a presença de kits de emergência próximos às atividades com potencial risco ambiental. A Supervisão Ambiental apenas realiza o acompanhamento visual do uso de EPIs, conforme o previsto no PCMAT da construtora. É responsabilidade da construtora exigir o uso por todos dos equipamentos de segurança.

Todos os programas e subprogramas socioambientais desenvolvidos nas obras de duplicação da BR-381/MG são regidos pelo Plano de Controle Ambiental (PCA), que traça ações para reduzir ou eliminar os impactos das obras no meio ambiente, nas comunidades lindeiras e para os usuários em trânsito. Esse trabalho acontece em paralelo ao avanço das obras, em todos os lotes da duplicação.