Casa própria já é realidade



Vinte famílias que moravam às margens do Anel Rodoviário de Belo Horizonte e da BR-381 (entre BH e Governador Valadares), foram convocadas para receber os títulos de propriedade das suas moradias definitivas. Com esses documentos, entregues em solenidade realizada na Justiça Federal, no dia 6 de fevereiro, os beneficiários passam a ser os novos proprietários das moradias adquiridas pelo Concilia BR-381 e Anel.

Presente no evento, a diret ora do Foro, juíza federal Simone Fernandes, ressaltou que “este é o maior programa de conciliação de toda a Primeira Região, de importância nacional, hoje conduzido pelo juiz federal André Prado de Vasconcelos. A magistrada ainda destacou que “este é um projeto de grupo, que não caminha sozinho”, e por isso agradeceu a todos os parceiros e apoiadores do Programa.

TÍTULO NA MÃO

Quem comemorou o recebimento do título da casa própria foi a ex-moradora da Vila da Paz, Patrícia Crescência Esteves. O significado desse momento foi expressado pela dona de casa que há 17 anos morou nessa comunidade da região da Pampulha. “Não tenho uma explicação direita para o sentimento que tenho agora, mas é uma mistura de alívio e gratidão. Tenho três filhos e duas meninas já haviam sido atropeladas na via, enquanto brincavam”, contou.

Durante o evento, foi firmado um acordo de cooperação entre a Seção Judiciária de Minas Gerais e o Colégio Registral Imobiliário de Minas Gerais - CORI-MG. Por meio dessa parceria o órgão emite gratuitamente certidões atualizadas das moradias já vistoriadas e também atua na transferência de titularidade do imóvel para os beneficiários do programa de forma ágil.

Outra novidade foi o kit com 10 lâmpadas de LED e cartilhas sobre economia de energia distribuído pela Companhia Energética de MG – CEMIG. A Companhia é apoiadora do programa e passa a dar suporte aos reassentados em questões de eficiência energética. Além disso, as famílias também levaram para casa informações da Secretaria de Estado de Saúde com dicas de combate à dengue, tabagismo, esquistossomose, hantavirose e febre amarela.

Os primeiros contemplados com moradias definitivas pelo Programa foram os beneficiários em regime de aluguel social. São famílias que haviam sido removidas emergencialmente de suas residências que apresentavam risco geológico ou estrutural.

#dnit #br381 #desapropriacao #reassentamento #concilia

© COPYRIGHT 2018 GESTÃO AMBIENTAL BR-381/MG